O silêncio é doçura:


Quando não respondes às ofensas,


Quando não reclamas os teus direitos,


Quando deixas à Deus a defesa da tua honra.




O silêncio é misericórdia:


Quando te calas diante das faltas de teus irmãos,


Quando perdoas sem remoer o passado,


Quando não condenas, mas intercedes em segredo.




O silêncio é paciência:


Quando sofres sem te lamentares,


Quando não procuras consolação junto aos homens,


Quando não intervéns, esperando que a semente germine lentamente.




O silêncio é humildade:


Quando te apagas para deixar aparecer o teu irmão,


Quando, na discrição, revelas dons de Deus,


Quando suportas que tuas ações sejam mal interpretadas,


Quando deixas aos outros a glória da obra acabada.




O silêncio é fé:


Quando te aquietas, sabendo que é Ele quem age...


Quando renuncias às vozes do mundo para permanecer na Sua Presença...


O silêncio é ouro:


Quando te basta que só Ele te compreenda.



2 comentários:

ONG: O CORDEIRO disse...

Estou aprendendo. Ainda não sei como vou comunicar-me. Talvez o silêncio, talvez como um vulcão, talvez um meio termo. Estou tentando captar a sintonia Dele.

Ludimila e Larissa disse...

Que poesia linda... mas é assim mesmo que devemos viver..

Visite-nos também em
http://a-videira.blogspot.com/

Postar um comentário