EXISTEM COISAS QUE SÃO INEXPLICÁVEIS, UMA DELAS É O AMOR.



Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados. Difícil é sentir a energia que é transmitida.
Aquela que toma conta do nosso corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa. 
(Carlos Drummond de Andrade)



"Você é tudo pra mim. . . Mesmo sem nada a dizer."
Não há como entender o amor...
Ele é volátil, etéreo, e ao mesmo tempo
simples como o pôr-do-sol.
...Melhor sentí-lo.   ♥




Continuo a mesma,
vou ser sempre assim,
esta essência que pulsa em mim,
e que não pode morrer,
porque é minha alma meu ser,
navego em meio a poesias,
mas nem sempre estou inspirada,
palavras fluem, mas nem sempre são rimadas,
gosto de ler, escrever, cantar, tocar, pintar...
mergulho em meio as cores,
pincéis dão vida aos meus sonhos,
e entro num mundo totalmente irreal,
onde a música que toca é o doce som de um violino,
ao meu redor tudo se transforma,
e sinto a presença de algo maior que transcede tudo,
que não pode ser expressado em palavras,
nem colocado em telas, nem traduzido em notas,
apenas sinto esta presença sublime que me completa,
que me enche de gozo, paz, amor...
longe desta presença eu jamais conseguiria viver,
porque a minha alma respira por ele,
e o sentido da minha vida é você DEUS!

MEU AMO,
E SENHOR...

Mais que palavras, o que eu quero te oferecer,
que todos os dias você possa ver...
que eu vivo para ti,
que nada faz sentido,
sem o teu toque,
sem o teu brilho,
Preciso te sentir a cada momento,
preciso sentir que estás aqui...
me guiando,
me ajudando,
me guardando,
Tua presença é melhor do que tudo que possa existir,
Como poderei viver longe de Ti?
Como poderia desprezar tanto Amor?
Deu-me tua vida,
E a cada instante provas o quanto me amas!
mesmo as vezes sentindo que eu não mereço,
realizas todos os meus desejos,
SURPREENDE-ME!
Como não te Amar?
Pois sou dependente de ti Senhor!
Totalmente dependente do teu Amor!
E...
EU TE AMO
Por tudo que ÉS!
Em qualquer circunstância Eu Te Amo...
Incondicionalmente.



Um novo tempo está nascendo!
Época de cores aromas e flores...

Passou-se o inverno, a chuva cessou...
E o tempo de cantar chega sim!
Tudo novo,
Vejo flores desabrochando
Vejo a vida sorrindo pra mim!

Tempo prometido, tempo esperado,
que por Deus é bem guardado!

No jardim bem plantada estou,
temporais da vida
não poderão me afastar
de meu criador,
Estações passarão,
Mais flor perfeita sou!
No Jardim do Senhor!!!


Sei que só me sinto viva, plantada aqui, não retirem-me daqui, não consigo viver em outro lugar, eu me alegro em habitar onde plantaste-me, em outras terras eu não sobreviveria


Só aqui tenho perfume


Só aqui tenho encanto


Só aqui tenho beleza


Sou flor murcha em outro jardim, 
sem meu dono sou frágil e sem alegria


Quero ver teu sorriso ao desabrochar
te oferecer o meu melhor pois tens cuidado de mim a cada manhã


Rega-me com a mais pura chuva
me toca com suas delicadas mãos
e me proteges de ser destruída


Sei que estás me preparando para ser eterna ao seu lado
onde nunca mais vou correr o risco de morrer, ou de ser arrancada para longe de ti
sei que estarás ao meu lado até o fim, para então reviver eternamente para o Louvar e Bendizer para todo o Sempre! Te Amo Meu Jardineiro!



Tão distante do mundo, tão diferente de todos, conheces somente o invisível.

O mundo pra ti é um mistério que aos outros é normal, mas podes viver sem ele,
 só não podes viver longe do olhar de teu protetor,

Mesmo que não o vejas ele está aí,
 e seu coração sabe que um dia o irá encontrar, porque ele é o sentido de tudo,

Mesmo que não entendas,deixas ser conduzida por teu amor,
 a tirar os seus olhos deste mundo e firma-los somente na sua luz,

Essa canção que o mundo não consegue ouvir sei queres ouvir, pois está viva dentro de ti,
 atraindo para a encontrar,

As notas estão tocando e o som sendo levado pelo vento,
  procurando por ele, ele a faz caminhar a faz prosseguir a guia para onde você está.

Ah adormecida flor como podes no meio de tantas outras flores ser intocável, só a um que a vê,
   talvez a proteja de ser vista ou a faça se esconder em suas pétalas,

Sentes somente a brisa que a conforta e que acalma,
Sossegas oh flor! não vês tu que és rara,
 O orvalho que hoje a molha amanhã a fará tão bem,
  Então não temes ser solitária, mesmo no meio de multidões, pois somente quem a merecer a notará,                    
  Então a melodia da vida começará a tocar e um novo tempo irá                                          

                                                                           Nascer!

Ah Senhor não posso viver longe de ti,
Eu quero ter um tempo Contigo.
Onde nada mais me importa.
Um lugar a sós.
Um lugar onde eu possa,
Me aquietar.
Onde o próprio tempo é,
Esquecido.
Eu não apenas quero,
Mas preciso deste tempo


Pra me refugiar.
Pra me silenciar.
Pra me entregar.
Para aprender a descansar em Ti.
Um tempo pra Te conhecer.
Um tempo pra me render.
Um tempo só pra eu e Você.

Onde o único desejo,
Do meu coração
Seja ter: um tempo Contigo
Deus !
O campo era lindo, de um verde singular, completamente diferente de todos os outros que ela já vira! A música, tão deliciosamente penetrante que fez dela cativa e se lembra de ter sentido algo precioso demais para se expressar em palavras!

Ela estava tão solta, o vestido branco de renda simples era longo e suave, quase como um pedaço de nuvem num dia quente de primavera, ela amou a sensação de pisar na grama fresca e macia, caminhando "descalça pela vida".

Ouviu vozes alegres e misturadas, sorrisos puros e ardentemente apaixonados...

Mas de fato, o que mais a atraía ainda não estava diante de seus olhos.

Sua percepção havia sido arrebatada, mas num súbito momento de lucidez descobriu que fazia parte dali!
Enquanto percorria a cerca viva da videira, lugar escolhido com maravilhosa elegância para aquele momento, ela pensou em como a felicidade havia tomado novo conceito e forma. Perdida em seu sorriso que lhe apertava os olhos, encontrou a porta, a porta que dava entrada para o lugar.

Parou e mais uma vez seus olhos dançaram sobre as pessoas, algumas delas a cumprimentavam com um sutil movimento. Mais uma vez aspirou profundo aquele cheiro amadeirado inconfundível e que lhe remetia à eternidade...
Seus olhos caíram sobre o tapete de um branco puríssimo, tal qual a neve em seus momentos mais latentes, que contraste impressionante de cores...
Sentiu seu coração estremecer e percebeu seu olhar preso ao lugar de onde a música nascia. 

Ele estava ali.

De costas, ela podia ver seus cabelos escuros que lhe davam um encanto único, contrastando com sua roupa despojada e incrivelmente perfeita! Ele sabia que estava sendo amado e correspondeu...virou-se lentamente e os seus olhos pousaram nos dela.
Qualquer palavra dita naquele momento seria como o rasgar de um quadro pintado à mão em total sensibilidade.

Enquanto o silêncio falava, ele caminhou devagar ao seu encontro, até o ponto de não haver mais nenhuma barreira entre eles, tomou a sua mão e a apertou contra o seu coração, tocou a sua face e uma explosão de saudade tomou conta do lugar, fazendo com que as árvores ao redor recebessem com devoção o vento norte.

Aquele momento era deles!

Nada nessa terra poderia descrevê-lo com exatidão, porque o amor é inexplicavelmente vivo.
Ele lhe apontou o altar, ela sabia que lhe pertencia...
Ele suspirou com dor, ela entendeu que precisava ir...
Lágrimas foram derramadas e o silêncio reinou tranquilo.
Ela desvencilhou-se de seus braços, olhou ao seu redor, as lágrimas agora beijavam livremente a sua face, enquanto ele, completamente tomado de paixão, acompanhava com os olhos os passos que a levavam.

Naquele momento ela soube, NUNCA mais seria a mesma!

Ele sabia, teria que renunciá-la dia após dia.

Ela fez o caminho de volta marcada pela presença ausente.

Desde então, ela anda pelas ruas a procurá-lo. Seus olhos caem em cada esquina e o saltar do coração pode ser ouvido pela esperança. Não consegue amar a mais ninguém daquela forma e nem encontrar aqui o seu pouso. Às vezes, quando o vento sopra, suas lembranças são tomadas pelo barulho e o perfume da dor, num balé solitário de arrebatamento e a certeza firmada de que...
o lugar a espera...
o barulho gostoso...
o tapete de neve...
e o amor do Único que poderá de fato fazê-la plena!






O silêncio é doçura:


Quando não respondes às ofensas,


Quando não reclamas os teus direitos,


Quando deixas à Deus a defesa da tua honra.




O silêncio é misericórdia:


Quando te calas diante das faltas de teus irmãos,


Quando perdoas sem remoer o passado,


Quando não condenas, mas intercedes em segredo.




O silêncio é paciência:


Quando sofres sem te lamentares,


Quando não procuras consolação junto aos homens,


Quando não intervéns, esperando que a semente germine lentamente.




O silêncio é humildade:


Quando te apagas para deixar aparecer o teu irmão,


Quando, na discrição, revelas dons de Deus,


Quando suportas que tuas ações sejam mal interpretadas,


Quando deixas aos outros a glória da obra acabada.




O silêncio é fé:


Quando te aquietas, sabendo que é Ele quem age...


Quando renuncias às vozes do mundo para permanecer na Sua Presença...


O silêncio é ouro:


Quando te basta que só Ele te compreenda.












Ah!...inspiração, onde te escondes?
Já não consigo ouvir teus sussurros
que me faziam traduzi-los em poesias
...





Tal qual um girassol, que gira,









em busca da luz do sol, eu te procuro.








Quero de novo te encontrar e sentir








teu suave sussurrar, que me faz sonhar!..











Volta de onde estiveres.








Não te demores!








Traze de volta os sonhos meus








que entrelaçados em ti, inspiração,








fazem pulsar feliz meu coração poeta!




Traze de volta o brilho dos olhos meus,









que, ao poetar teus doces sussurros,








transbordam lágrimas de amor,
de saudade, de querer sentir
o amor que se entrelaça








aos versos do meu poetar,








mesmo que seja apenas








um sonho.










Um sonho que preciso voltar a sonhar,








para então, fazer pulsar forte








este meu coração, que tristonho,








busca te encontrar.



















...doce inspiração,
volta de onde estiveres.
Volta depressa,
Volta!..


"Agora nada mais resta volto a me trancar e cuidar das minhas pétalas..."